Inovação para a Agricultura

pten
Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube
  • S11
  • S8
  • S7
  • S12
  • S6
  • S2
  • S3
  • S5
  • Inovação na Agricultura
  • S14
  • S13

AGRICLASS - Os Serviços de aconselhamento sobre o Clima Agrícola


Fonte de financiamento : OUTROS
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

É provável que as alterações climáticas tenham um impacto significativo sobre a silvicultura e a agricultura. O aumento da concentração de CO2, temperaturas mais altas, mudanças na precipitação e a disponibilidade de humidade do solo terão efeitos significativos sobre o crescimento das culturas e árvores. O projeto desenvolveu conjuntos de dados e ferramentas para ajudar o setor agrícola a usar dados para se adaptar à alteração climática. Através de uma combinação de dados e modelos climáticos e agrícolas, foi possível gerar produtos específicos da região. Esses produtos forneceram aos utilizadores as informações necessárias para entender como as culturas provavelmente serão afetadas pelas alterações climáticas no futuro.

A agricultura e o fornecimento de alimentos serão afetados pelas novas condições para o crescimento das culturas e plantas, provocadas pelas alterações climáticas. Isso pode variar desde mudanças na frequência de pragas e surtos de doenças (distúrbios bióticos) até a ocorrência de incêndios florestais e frequência de tempestades de vento (distúrbios abióticos).

Descritores: Vinha; Floresta; Olival; Alterações climáticas


Objetivos visados:

O objetivo é perceber se os dados climáticos e as previsões climáticas podem informar as decisões dos produtores sobre a plantação e gestão de culturas perenes, lenhosas, em relação às alterações climáticas. O projeto focar-se-á em  três culturas como casos de estudos: vinhas (sudoeste da França), azeitonas (Toscana, Itália) e florestas de faias (Molise, Itália). Culturas lenhosas, que cujo tempo de desenvolvimento é maior e cujo tempo de colheita é mais demorado, podem ser vulneráveis a fatores relacionados à alteação climática, incluindo mudanças na temperatura média e na precipitação. Mudanças no tempo de crescimento e colheita das uvas afetam a qualidade e a tipicidade do vinho produzido, incluindo seu teor alcoólico; As culturas olivícolas são vulneráveis a pragas, como a mosca da azeitona, cujo ciclo de reprodução está ligado à temperatura, e as plantações de faia são sensíveis à seca.



Pontos de situação / Resultados:

O AgriCLASS permitiu que todos os stakeholders visualizassem dados atuais e projetados sobre as condições da agricultura. O portal web AgriCLASS (agora substituído pela caixa de ferramentas CDS) forneceu dados na Europa para visualização, inspeção e download. Os dados incluíram Indicadores Bioclimáticos: as características do clima que são relevantes para a informação biológica e as condições que são necessárias para o crescimento. O AgriCLASS forneceu dados sobre vários bioclimáticos, como temperatura e precipitação.

O AgriCLASS fez projeções sobre as condições climáticas, tais como a temperatura do ar da superfície e a precipitação, disponíveis para permitir aos formuladores de políticas e à indústria estimar e planear mudanças futuras nas condições agrícolas. Graus-dia são o número de dias necessários a uma certa temperatura para que uma planta cresça. O AgriCLASS criou uma ferramenta que permite aos usuários rastrearem Graus-dia em toda a Europa para o passado, presente e futuro.

MED-GOLD: Transformar informação relacionada com o clima em valor acrescentado para os sistemas tradicionais de alimentação de Trigo duro da Uva MEDiterrânea, Oliva


Fonte de financiamento : H 2020
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Embora atualmente exista uma quantidade razoável e acessível de dados climáticos, a sua disponibilidade para a gestão do risco climático é ainda limitada. Como tal, é prioritário – na Europa e no mundo – demonstrar a prova-de-conceito dos serviços climáticos aplicados à agricultura. Com essa finalidade, o MED-GOLD construirá serviços-piloto com foco nas três principais culturas da região do Mediterrâneo: uva, azeitona e trigo duro. Estas três culturas – e os alimentos que advêm destas culturas, como vinho, azeite e massas – foram selecionadas devido à sua relevância ecológica, económica e cultural, quer para a região mediterrânica, e restante Europa, quer para o mundo.

Os serviços climáticos – adaptados para as necessidades dos seus utilizadores – serão co-criados por um consórcio dos produtores e partes interessadas, relevantes nos três setores, com a finalidade de criar uma estrutura replicável permitindo a aplicabilidade a diferentes culturas. Por exemplo, a replicabilidade da metodologia desenvolvida no MED-GOLD será testada para o café, outra produção agrícola importante. 

Descritores: Olival; Vinha; Trigo Duro; Alterações Climáticas


Objetivos visados:

As alterações climáticas estão a provocar novos padrões de clima, alterando significativamente os comportamentos na nossa sociedade. Embora seja global, em nenhum local como na bacia mediterrânica se espera que a sua influência seja tão evidente, afetando a ecologia, a economia e a sociedade. As projeções climáticas indiciam valores de mudança acima da média, ameaçando a sua rica e interligada diversidade biológica, que serve de suporte a atividades humanas como a agricultura. Neste contexto, o setor agrícola, em particular, é especialmente ameaçado, pela influência que nele tem o clima sendo, portanto, altamente vulnerável à sua variabilidade. O risco de perda de produção, por pragas bem como por riscos naturais, ondas de calor, tempestades ou inundações, provavelmente aumentará, exigindo que sejam tomadas medidas imediatas para adaptação a esta perspectiva incerta.

O desafio é desenvolver ferramentas com a finalidade de tornar os sistemas agrícolas e alimentares mais resilientes, eficientes e sustentáveis. Com essa finalidade o desenvolvimento de serviços climáticos, para o apoio nas tomadas de decisão e para melhores práticas agrícolas, é essencial. O objetivo do MED-GOLD é traduzir dados climáticos de última geração, e previsões climáticas – em escalas sazonal e de longo prazo – em informações facilmente acessíveis e importantes para um largo e diversificado grupo de utilizadores do setor agrícola.



Pontos de situação / Resultados:

Em curso.

ECOMONTADO XXI - A Agroecologia aplicada ao design do Montado Novo


Fonte de financiamento : PDR 2020
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Este projeto é um Grupo Operacional, pelo que poderá consultar mais informação em:

https://inovacao.rederural.gov.pt/2/227-ecomontado-xxi-a-agroecologia-aplicada-ao-design-do-montado-novo

Descritores: Montado; Floresta; Alteações Climáticas


Objetivos visados:

Face o problema identificado de perda de vitalidade do ecossistema montado econsequente perda de solo, generalizado nas áreas de montado do Alentejo, tornasenecessário integrar nas paisagens degradadas novas técnicas que visem o seurestauro natural, estudando o desenho das linhas naturais de escorrimento e deacumulação da água, assim como as curvas de nível do terreno, com vista àdeterminação do ponto-chave (Keypoint), ou seja, o ponto de inflexão entre a formaconvexa e a forma côncava do terreno, a partir do qual se desenvolverão as linhaschave (Keyline), permitindo assim o desenho e a construção de linhas artificiais deencaminhamento da água (como represas, canais de desvio e de irrigação).

Com o desenho de Keyline o resultado é um maior aproveitamento da água - a mesma águaque antes era desperdiçada por escorrimento e evaporação.

Conjugando a esta técnica a instalação de plantas arbustivas e de árvores, fomentando-se o desenvolvimento das suas raízes, promove-se o desenvolvimento e a melhoria da estrutura e da fertilidade do solo, criando mais solo, estimulando o sequestro de CO2, enriquecendo a paisagem e incrementado a rentabilidade da atividade agro-silvopastoril dos territórios.Os principais objetivos a atingir com a presente iniciativa visam assim o estabelecimento no terreno de conceitos teórico-práticos já existentes sobre a agroecologia e a permacultura aplicada ao montado, com vista ao restauro de áreas degradadas, integrando não apenas técnicas de gestão do solo mas também compreendendo critérios biológicos e racionais da paisagem, pelo estudo e desenho das Keyline específicas de cada território, assegurando que toda a água das chuvas que cai penetra no solo, retardando a sua evaporação, e fomentando a produção de terra fértil.

Os objetivos específicos a atingir são assim os seguintes:

1) experimentação no terreno de novas técnicas e de abordagens inovadoras de restauro do solo e de aproveitamento da água com base no desenho em Keyline;
2) aferição do impacto social, económico e ambiental das soluções implementadas;
3) replicação dos resultados adquiridos, da experimentação realizada, para outros casos onde se identifique o mesmo problema;
4) divulgação dos resultados e sua integração no modelo conceptual do ECOMONTADO XXI;
5) divulgação da metodologia e bases conceptuais associadas às técnicas aplicadas no projeto.


Sumário do plano de ação:

Sociedade Agrícola do Freixo do Meio, que é representativo da realidade da generalidade das áreas de montado em Portugal, onde o resultado dessas práticas se evidenciam na perca de solo, na perda de biodiversidade e consequentemente na perda do ecossistema montado que aí perdurou durante anos. O trabalho a desenvolver pelo grupo operacional consiste na implementação de um novo processo ou prática de gestão florestal, com vista à recuperação do ecossistema montado.

Os problemas concretos e globais ao território continental que o grupo operacional visa responder são:

• A gestão e utilização ineficiente da água do solo;
• A perda de solo e a inexistência de solo nas áreas de montado – desertificação (ambiental);
• A dinâmica evidenciada e agravada com os efeitos das alterações climáticas.

As técnicas de restauro dos ecossistemas resultantes dos conceitos da Permacultura e da Agroecologia, como é o caso do desenho da K-Line (“linha-chave”), surgem como uma solução para o problema generalizado de perca de solo e ineficiente aproveitamento da água verificado nas áreas de montado, enquanto medida de gestão integrada dos recursos existentes nos territórios agro-silvo-pastoris, nomeadamente, do solo e da água.

O problema identificado gera então a oportunidade para implementar um novo método de restauro do solo, e consequentemente de todo o ecossistema, através do desenvolvimento de uma tecnologia inovadora diretamente relacionada com a gestão florestal sustentável e com a produção de produtos florestais (cortiça) com relevante importância nos territórios rurais onde os montados são dominantes.


Pontos de situação / Resultados:

Consultar: https://inovacao.rederural.gov.pt/2/227-ecomontado-xxi-a-agroecologia-aplicada-ao-design-do-montado-novo

PRODEHESA MONTADO - Proyecto de Cooperación Transfronteriza para la Valorización Integral de La Dehesa -Montado


Fonte de financiamento : INTERREG
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

O montado/dehesa é um ecossistema agrossilvipastoril transfronteiriço sem comparação na Europa, encontra-se numa grave crise. É além disso a ferramenta mais importante e graças aos seus serviços e produtos, face à mitigação da mudança climática e à minimização da erosão na Europa.

Descritores: Montado; Sobreiro; Floresta; Alterações Climáticas


Objetivos visados:

Com este Projeto pretende-se promover as atuações necessárias para valorizar a região demarcada quer na área do meio ambiente quer na económica, partindo de um ponto de vista sustentável, por meio da criação de estruturas de cooperação estáveis que promovam o investimento de empresas em Inovação, estabelecer sinergias entre as empresas (60.000), centros de I+D+i, transferência de tecnologia, aplicações de serviço público e procura de produtos de regiões com montado.



Pontos de situação / Resultados:

Em curso.

Consultar a Agenda de eventos


Agenda
de Eventos

Consultar o Grupo de Trabalho Inovação


Grupo de 
Trabalho Inovação

Consultar a Folha Informativa RRN- Inovação


Folha Informativa
RRN- Inovação

Consultar a Bolsa de Iniciativas


Bolsa de Iniciativas

Centro de recursos


Centro de Recursos