Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S7
  • S8
  • S3
  • S11
  • S6
  • S2
  • S5
  • S14
  • S13
  • S12
  • Inovação na Agricultura

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

WUSSIAAME - Uso da água, estratégias de sobrevivência hídrica e impacto de agroquímicos nos recursos hídricos em ecossistemas agrícolas mediterrânicos

Entidade líder do projeto: 'Centro de Estudos de Engenharia Rural, Instituto Superior de Agronomia
Responsável pelo projeto: Maria Isabel Freire Ribeiro Ferreira
Parceiros:

Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa;  Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Data de início do projeto: 01-01-2010
Data de fim do projeto: 31-12-2013

Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Portugal é um dos países europeus com maiores contrastes entre a disponibilidade de água nas estações chuvosa / fria e seca / quente. O enraizamento profundo, necessário para a sobrevivência das plantas durante o verão, ocorre devido à grande quantidade de água armazenada nas camadas profundas do solo durante o inverno. A redistribuição hidráulica - neste contexto, principalmente a elevação hidráulica - ajuda as plantas a se tornarem relativamente independentes dos eventos chuvosos. Como resultado, as plantas mantêm seu sistema radicular superficial vivo e a absorção de nutrientes das camadas superiores do solo seco continua. A elevação hidráulica no final do verão, de raízes profundas a superficiais, foi identificada no Centro e Sul de Portugal pelo sobreiro.

Estratégias combinadas, incluindo a capacidade de aumentar a absorção de água pelas raízes (oferta), para reduzir as perdas de água (procura), exigem uma análise integrada. Os ecossistemas mediterrânicos com vegetação natural, carvalho verde e bosques agrícolas tradicionalmente não regados, importantes para a sustentabilidade ecológica e económica, merecem atenção devido à sua capacidade de resistir a condições climáticas extremas, mas também porque podem ser vulneráveis à diminuição da disponibilidade de água subterrânea. A sobrevivência desses locais pode depender da absorção de água das camadas profundas do solo e das águas subterrâneas. Práticas inadequadas de rega ou uso excessivo em relação aos limites de sustentabilidade comprometem a qualidade e a quantidade de águas subterrâneas.

No sul da Europa, pomares tradicionais foram substituídos sistemas regados altamente produtivos, aumentando o uso da água.


Objetivos visados:

O objetivo do projeto proposto é estudar:

(1) quais os mecanismos de sobrevivência que estão presentes e quão importantes,

2) como a importância relativa desses mecanismos muda como resultado das novas práticas de rega,

3) qual é o impacto das novas práticas na disponibilidade e qualidade da água subterrânea.



Pontos de situação / Resultados:

_