Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S6
  • S11
  • S12
  • S13
  • S14
  • S2
  • S7
  • S8
  • S10
  • S3
  • S5

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

ECOFINDERS - Função Ecológica e Indicadores de Biodiversidade em Solos Europeus

Entidade líder do projeto: Institut National de la Recherche Agronomique
Responsável pelo projeto: Philippe Lemanceau
Site do projeto: http://projects.au.dk/ecofinders/objectives/
Parceiros:

Natural Environment Research Council; Aarhus Universitet; ECT Oekotoxikologie GmbH; Universitaet Zu Koeln; INRA Transfert S.A.; JRC - Joint Research Centre- European Commission; Lunds Universitet; Koninklijke Nederlandse Akademie Van Wetenschappen – Knaw; Rijksinstituut Voor Volksgezondheid en Milieu; Sveriges Lantbruksuniversitet; TEAGASC- Agriculture and Food Development Authority, Irlanda; IMAR - Instituto do Mar; Universita Degli Studi Di Torino; University College Dublin, National University Of Ireland; The University Court Of The University Of Aberdeen; The Chancellor Masters And Scholars Of The University Of Cambridge; Lancaster University; Wageningen University; Stichting Wageningen Research; Centrum Spolocenskych A Psychologickych Vied Slovenskej Akademie Vied; China Agricultural University; Univerza V Ljubljani; Universita Degli Studi Di Sassari; Asociacion Bc3 Basque Centre For Climate Change – Klima Aldaketa Ikergai; Sruc; Ustav Ekologie Lesa Slovenskej Akademie Vied; The University Of Manchester

Data de início do projeto: 01-01-2011
Data de fim do projeto: 31-12-2014

Fonte de financiamento : 7th FRAMEWORK PROGRAMME
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Os solos fornecem numerosos serviços ecossistémicos essenciais, tais como: produção primária (incluindo produtos agrícolas e florestais); regulação de ciclos biogeoquímicos (com consequências para o clima); filtração de água; resistência a doenças e pragas; e regulação da biodiversidade acima do solo. No entanto, os solos estão sujeitos a muitas ameaças, portanto, há uma necessidade urgente de preservar esse recurso que não é renovável na escala de tempo humano.

A Comissão Europeia quer definir uma política para a gestão sustentável dos solos, com vista a adotar uma diretiva-quadro relativa ao solo, juridicamente vinculativa, como a que existe para o ar e a água. O conhecimento científico e tecnológico sobre a biodiversidade e funcionamento do solo em relação aos serviços ecossistémicos mencionados acima é necessário para alcançar este objetivo.

Descritores: Solos; Biodiversidade; Pragas; Milho; rotação de culturas


Objetivos visados:

O objetivo estratégico da EcoFINDERS é fornecer as ferramentas para projetar e implementar estratégias de solo destinadas a assegurar o uso sustentável dos solos, incluindo:

(1) Caracterização da biodiversidade do solo na Europa;

(2) Determinação das relações entre a biodiversidade do solo, funções do solo e serviços ecossistémicos;

(3) Elaboração de indicadores relevantes para a política e custo-efetivos para monitorar a biodiversidade do solo.



Pontos de situação / Resultados:

Os resultados indicam que a diversidade acima do solo afeta positivamente a estabilidade do solo e resulta num melhor crescimento das plantas devido a um melhor ciclo de nutrientes. A quantificação do valor económico da biodiversidade e serviços do solo foi avaliada através do desenvolvimento de ferramentas e estruturas apropriadas. Análises teóricas e empíricas correspondentes reconheceram potenciais trade-offs entre serviços e realçaram o valor do seguro natural da biodiversidade do solo. As relações solo-biodiversidade-funções-serviços foram traduzidas no sistema socioeconómico para um serviço específico (regulação da água) como um caso de estudo.

Com base no parecer de especialistas, a EcoFINDERS avaliou ainda a relação custo-eficácia dos bioindicadores. Ao avaliar os valores dos serviços ecossistémicos em relação à biodiversidade funcional em solos, aplicou-se um modelo para determinar como o carbono orgânico do solo afeta a produtividade das culturas, e os resultados mostraram que a produção contínua de milho reduz os rendimentos. Portanto, a rotação de culturas é benéfica para os rendimentos. A provisão de serviços ecossistémicos do solo pode, em geral, ser aumentada pela redução da intensidade do uso da terra e do manuseamento do solo.