Inovação para a Agricultura

pten
Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube
  • S12
  • S5
  • S8
  • S6
  • S14
  • S13
  • S3
  • Inovação na Agricultura
  • S7
  • S11
  • S2

ALTERFOR - Modelos alternativos e tomada de decisão robusta para o futuro da gestão florestal


Fonte de financiamento : H 2020
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Espera-se que as florestas europeias forneçam uma ampla gama de serviços ecossistémicos (ES). No entanto, esta capacidade é ameaçada pelas incertezas das mudanças climáticas, pela complexa dinâmica dos mercados globais em evolução e pelas pressões relacionadas com o aumento do uso da bioenergia. Tais desafios não podem ser resolvidos de forma eficaz sem um compromisso regional ou nacional de adoção de modelos apropriados (FMM) para a gestão florestal, pois é improvável que os modelos tradicionais eles garantam o abastecimento sustentado alongo prazo do ES desejado.

Descritores: Floresta; Gestão Florestal


Objetivos visados:

O objetivo da ALTERFOR é, portanto, facilitar a implementação de FMMs mais adequados para enfrentar os desafios do século XXI:

(1) Identificando e desenvolvendo FMMs robustos para melhorar a capacidade de fornecer ES e superar os riscos e incertezas sócio ecológicas projetadas;

(2) Avaliar o impacto de diferentes combinações FMM de ES resultantes no nível europeu e paisagístico, e

(3) Facilitar a implementação dos FMMs desejados e melhorar a transferência de conhecimento internacional sobre os  seus benefícios, custos, gestão e utilização.



Pontos de situação / Resultados:

Em curso.

DIABOLO - Informação florestal distribuída, integrada e harmonizada para as perspectivas da bioeconomia


Fonte de financiamento : H 2020
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Espera-se que a bioeconomia da Europa fomente o crescimento económico e seja capaz de enfrentar os desafios futuros com efeitos ambientais menos nocivos, por meio do uso inovador, sustentável e inclusivo dos recursos florestais europeus. O aumento da procura por biomassa e outros bens e serviços ecossistémicos exige mudanças nas políticas relacionadas como a florestas em diferentes níveis e em diferentes setores. Consequentemente, a recente Estratégia Florestal fornece sinais claros para a necessidade de informações harmonizadas para mapear e avaliar o estado dinâmico dos ecossistemas florestais e os seus serviços.

Descritores: Floresta; biomassa; gestão florestal


Objetivos visados:

O projecto DIABOLO visa:

1) reforçar o quadro metodológico para uma informação florestal mais exata, harmonizada e atempada, p. exemplo no crescimento e mudanças de stock de biomassa, carbono, NWFP; permitir a análise da oferta sustentável de biomassa derivada de inventários florestais nacionais polivalentes e de múltiplas fontes; e facilitar a monitorização das perturbações florestais em tempo real (incêndios florestais, tempestades, secas, focos de insetos);

2) apoiar os processos políticos da UE, obrigações de apresentação de relatórios internacionais, administração florestal e entidades de planeamento florestal com novas metodologias e informação florestal coerente a nível da UE;

3) utilizar de forma inovadora os dados recolhidos no terreno e as aplicações espaciais de EO e sistemas de posicionamento por satélite com referência a INSPIRE e GEOSS, e sistemas de monitorização global como REDD +, FLEGT e UNFF.



Pontos de situação / Resultados:

Em curso.

SUFORUN - Modelos e ferramentas de apoio à decisão para o desenvolvimento integrado de políticas florestais sob a mudança global e riscos e incertezas associados


Fonte de financiamento : H 2020
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

A política florestal e os tomadores de decisão são desafiados pela necessidade de equilibrar a crescente procura por serviços florestais (por exemplo, recreação, proteção, conservação) e produtos à base de madeira (por exemplo, madeira, lenha) com a escassez prevista de oferta em diferentes situações, devida a, por exemplo, incêndios florestais ou secas. Nestas circunstâncias, são necessários trabalhos de investigação sobre os impactos de diferentes perturbações na oferta de serviços e bens.

Descritores: Floresta; Seca; Alterações Climáticas


Objetivos visados:

Para atingir estes tipos de gestão multiuso e integrar risco e incerteza, são necessárias novas ferramentas e modelos. Acresce ainda que essas ferramentas e modelos podem ajudar a desenvolver novas políticas voltadas para a obtenção de determinado nível de serviços e, ao mesmo tempo, sustentar um certo nível de oferta de bens. Servirá ainda para o intercâmbio e a geração de conhecimento sobre florestas multifuncionais, abordando riscos e incertezas.



Pontos de situação / Resultados:

Em curso.

HESFIRE - Factores e projeções da atividade e intensidade globais de incêndios no âmbito de mudanças climáticas e na sociedade


Fonte de financiamento : H 2020
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Os padrões de fogo na vegetação dependem de fatores ambientais que devem mudar no futuro, incluindo o clima e a expansão da agricultura e práticas de fogo associadas aos ecossistemas naturais. Por outro lado, os incêndios têm uma grande influência na distribuição da vegetação, no ciclo do carbono e no clima. É importante antecipar o resultado dessas interações na dinâmica dos ecossistemas e emissões de carbono no futuro, e integrar essas perspectivas ao projetar estratégias sociais para a mitigação do clima. Essa abordagem integrativa é especialmente relevante para as políticas terrestres (por exemplo, REDD), o que poderia modificar drasticamente os padrões globais de uso da terra e, portanto, a pegada antropogénica em regimes de fogo.

Descritores: Fogo; Floresta


Objetivos visados:

Na primeira etapa do projeto, melhoraremos a compreensão das principais causas dos incêndios florestais por meio de métodos inovadores de assimilação de dados de observação. A influência do clima e do combustível na intensidade do fogo e das atividades humanas na incidência de incêndios são prioridades de investigação bem reconhecidas. Na segunda etapa do projeto o conhecimento adquirido vai ser implementado em ambientes multidisciplinares para fornecer a primeira avaliação de futuros regimes de fogo em cenários económicos, agrícolas e climáticos. Utilizaremos novos cenários em de modelos de avaliação integrados.



Pontos de situação / Resultados:

Em curso.

Consultar a Agenda de eventos


Agenda
de Eventos

Consultar o Grupo de Trabalho Inovação


Grupo de 
Trabalho Inovação

Consultar a Folha Informativa RRN- Inovação


Folha Informativa
RRN- Inovação

Consultar a Bolsa de Iniciativas


Bolsa de Iniciativas

Centro de recursos


Centro de Recursos