Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S11
  • Inovação na Agricultura
  • S6
  • S3
  • S13
  • S14
  • S12
  • S5
  • S7
  • S2
  • S8

Projetos Rede Rural Nacional

Pesquisar projectos

ValorMais: Criação de valor com os subprodutos agrícolas, agroalimentares e florestais

Entidade líder do projeto: Centro Nacional de Competências dos Frutos Secos
Responsável pelo projeto: Albino Bento
Site do projeto: https://valormais.cncfs.pt/
Parceiros:

Forestis - Associação Florestal de Portugal Centro de Competências para o Tomate Industria Instituto Politécnico de Bragança Associação BLC3 - Campus de Tecnologia e Inovação APPITAD – Associação de Produtores em Proteção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro

Breve descrição:

A presente operação visa constituir uma plataforma para a valorização dos subprodutos do setor agrícola, agroalimentar e florestal, através da inovação.

Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Um dos grandes problemas/desafios centra-se no processamento de subprodutos agroalimentares e florestais para a recuperação de nutrientes, compostos de elevado valor e produção de metabolitos relevantes, através de processos químicos e biotecnológicos. Estes processos podem assegurar a obtenção de compostos de elevado valor acrescentado, nomeadamente antioxidantes naturais, fibras, lípidos, proteínas ou vitaminas (entre outros), que são de grande interesse para variadas indústrias, nomeadamente a alimentar.

Objetivos visados:

De forma mais pormenorizada, os objetivos específicos da presente operação são os seguintes:

  • Identificar e catalogar bons exemplos de aproveitamento e valorização de subprodutos a nível nacional e internacional, com resultados claros ao nível económico, que sejam capazes de criar um efeito mobilizador no setor agrícola, agroalimentar e florestal e estudar a sua aplicabilidade no território nacional;
  • Avaliar a disponibilidade e qualidade dos subprodutos gerados na fileira dos frutos secos, azeite, floresta e do tomate industria, junto dos membros da Rede Rural Nacional (RRN) desta forma será possível capitalizar esta informação e torna-la mais acessível e funcional;
  • Caracterizar os subprodutos do setor agrícola, agroalimentar e florestal, identificar possíveisnovas aplicações e formas de valorização, contribuindo desta forma para as orientações para uma “Europa de recursos eficientes”;
  • Identificar membros da Rede Rural Nacional (RRN) que possam incorporar valor nos subprodutos e possíveis programas para financiar as inovações tecnológicas, facilitando o aproveitamento e valorização dos subprodutos e potenciando o crescimento económico nos diferentes setores;
  • Produzir informação técnica/científica e sua divulgação junto dos beneficiários. Prevê-se a produção de fichas técnicas, boletins informativos, manual de boas práticas, direcionados para um público diferenciado. Pretende-se aportar mais conhecimento ao setor, deixando-o mais preparado e capaz de incorporar a inovação nas suas atividades;
  • Dinamizar sessões de transferência de tecnologia (dias abertos, jornadas, seminários e simpósios), que alertem para novas formas de valorizar os subprodutos agrícolas, agroalimentares e florestais e para os programas do PDR 2020. Estes eventos permitem a troca de experiências/ideias favorecendo a capacidade de inovar e investir;
  • Promover a incorporação de subprodutos no setor agrícola, agroalimentar e florestal, através duma ferramenta em ambiente web, que facilite o encontro entre produtores de subprodutos e utilizadores dos mesmos;
  • Avaliar a contribuição da operação no aparecimento de novas iniciativas no âmbito da valorização dos subprodutos do setor agrícola, agroalimentar e florestal.
Sumário do plano de ação:

A presente operação visa constituir uma plataforma para a valorização dos subprodutos do setoragrícola, agroalimentar e florestal, através da inovação.

Atividade 1. Observatório

Análise e monitorização de resultados de projetos nacionais e internacionais de referência, com especial incidência na fileira dos frutos secos, do azeite, da floresta e do tomate indústria, que possam funcionar como motores de inovação no setor agrícola, agroalimentar e florestal e promovam novas aplicações para os subprodutos.

Atividade 2. Avaliação e sistematização de subprodutos

Avaliação de subprodutos com valor económico residual ou mesmo negativo, tarefa desenvolvida pelas associações de fileira. Análise dos dados obtidos no observatório, caraterização dos subprodutos com potencial de valorização e identificação de empresas e membros da Rede Rural que possam incorporar valor nos subprodutos. Este trabalho será desenvolvido pelas entidades de I&D em colaboração com os restantes parceiros.

Atividade 3. Plataforma Valor+

Desenvolver uma plataforma, em ambiente web, que viabilize uma bolsa de encontro entre produtores de subprodutos e utilizadores dos mesmos e facilitando a incorporação das novas tecnologias desenvolvidas ao longo desta operação.

Atividade 4. Promoção e partilha de informação e conhecimento

A promoção e partilha de informação e conhecimento obtido pela parceria, no âmbito da operação, envolvem cinco tipologias principais, designadamente:

A.4.1 - Criação de website e blog 

A. 4.2 - Criação e gestão de páginas em redes sociais 

A. 4.3 - Eventos técnico e científicos 

A. 4.4 - Produção técnica e científica 

A. 4.5 – Grupos Focais 

Atividade 5. Impacto socioeconómico do projeto

Análise do impacto que o conhecimento partilhado no âmbito do projeto terá nos setores agrícola, agroalimentar e florestal, ao aportar soluções inovadoras para a valorização dos subprodutos: valorização material, valorização orgânica e valorização energética.

Pontos de situação / Resultados: