Inovação para a Agricultura

pten
Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube
  • S3
  • S14
  • S6
  • S7
  • S13
  • Inovação na Agricultura
  • S11
  • S5
  • S8
  • S12
  • S2

 

                                        Rede Rural Nacional       PDR 2020       Portugal 2020       FEADR

Projetos Rede Rural Nacional

Pesquisar projectos

Boas práticas agrícolas para a biodiversidade no contexto das alterações climáticas

Entidade líder do projeto: CAP
Responsável pelo projeto: Cláudia Gonçalves
Parceiros:

CAP, ADVID,GPP, LPN, SPEA,

Breve descrição:

Este projecto visa promover a adoção de boas práticas agrícolas que incrementam a biodiversidade nas explorações agrícolas adaptadas às diferentes realidades agrícolas nacionais, como sendo um contributo importante para a adaptação e mitigação aos efeitos das alterações climáticas.

Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

A identificação de boas práticas agrícolas para a biodiversidade é muito pertinente, por contribuírem para aumentar a resiliência às alterações climáticas e coincide com um objetivo estratégico da RRN.

Objetivos visados:

Identificação e divulgação de boas práticas agrícolas que incrementam a biodiversidade, contribuindo para a adaptação às alterações climáticas

Sumário do plano de ação:

1. Identificação e divulgação de boas práticas que promovam os serviços dos ecossistemas agrícolas, através de 5 ações de divulgação em diferentes regiões agrícolas (Norte, Centro, Ribatejo/Oeste e Alentejo), irá dar a conhecer os resultados do projeto a um universo alargado de agricultores, assim como a disseminação dos folhetos explicativos de boas práticas agrícolas para incremento da biodiversidade, promoverão a adoção dessas boas práticas adaptáveis à realidade das explorações agrícolas nacionais, contribuindo para melhorar o seu processo de adaptação às alterações climáticas.

2. Avaliação do custo-benefício das boas práticas agrícolas para incremento da biodiversidade nas explorações agrícolas com base nos resultados obtidos nas explorações piloto (por observação e inquérito), verificando se este tipo de ações estão incluídas nas medidas agroambientais do PDR2020 3. Identificação os serviços dos ecossistemas relacionados com as alterações climáticas, apoiados pelo programa agroambiental do PDR2020, aferindo de que forma se poderá melhorar o contributo das medidas agroambientais para a adaptação e mitigação dos efeitos deste fenómeno climático.

Pontos de situação / Resultados:

Elaborado o Relatório Não Técnico no qual são apresentados os principais resultados do projeto e a proposta de medidas de incentivo à adoção pelos agricultores de boas práticas promotoras da biodiversidade a integrarem a Arquitetura Verde da PAC

Na fase inicial do projecto, procedeu-se à recolha e tratamento dos dados relativos às medidas de promoção da implementadas entre 2010 e 2014 no âmbito de 3 projetos piloto que avaliaram o impacto da implementação de medidas de incremento da biodiversidade em explorações agrícolas.

A ADVID coordenou a elaboração do “Guia de construção de muros de pedra seca” (https://www.advid.pt/uploads/DOCUMENTOS/Subcategorias/manuais/Guia_muros-Pedra-Seca.pdf), que será publicado no início de Fevereiro. Posteriormente, os membros do consórcio fizeram a identificação dos serviços dos ecossistemas relacionados com as alterações climáticas apoiados pelo programa agroambiental do PDR 2020, hierarquizando a importância do contributo de cada medida para os diferentes serviços identificados.Paralelamente, identificaram-se um conjunto de Boas Práticas para incremento a biodiversidade nas explorações agrícolas e discutiram-se os princípios a considerar na avaliação da respectiva relação custo-benefício.

Para apoiar a equipa do projeto na avaliação das medidas de incremento à biodiversidade nas explorações agrícolas e de que forma se poderia melhorar o contributo das medidas agroambientais para a biodiversidade e em termos de adaptação e mitigação às alterações climáticas foi feita a consulta a três Grupos Focais. Neste sentido, foram realizadas reuniões com cada um desses Grupos que contaram com a participação de agricultores, técnicos de organizações de agricultores, administração pública, investigadores e especialistas das diferentes temáticas.

As reuniões decorreram por videoconferência através da plataforma ZOOM, decorrente das restrições sanitárias associadas à pandemia de Covid-19. Assim, foram efetuadas as seguintes reuniões dos Grupos Focais:
- Vinha, Olival e Frutos Secos, 11 de março de 2021
- Fruticultura e Arvenses de Regadio, 18 de março de 2021;
- Pastagens e Culturas Forrageiras, 25 de março de 2021

Como consequência da crise pandémica,, entendeu-se que seria muito útil a existência de folhetos explicativos das boas práticas para incremento da biodiversidade em formato digital, por facilitar a sua divulgação pelos agricultores potenciais interessados nas actuais circunstâncias, pelo que foram produzidos dezoito folhetos explicativos dessas boas práticas que foram disponibilizados nos websites dos membros da parceria (https://www.cap.pt/iniciativas/biodiversidade-nas-exploracoes-agricolas).

Paralelamente foi também produzido e publicado um folheto com a listagem das boas práticas identificadas, que foi divulgado aos agricultores, nomeadamente através das Organizações filiadas da CAP.
A situação pandémica, causada pelo surto do COVID-19, que se prolonga desde Março de 2020, obrigou ao adiamento das cinco ações de divulgação nas diferentes regiões agrícolas, três dos quais foram exclusivamente sob a forma presencial em:
Castro Verde, no dia 6 de Outubro;
Évora, no dia 19 de Outubro;
Santarém, no dia 21 de Outubro;
e dois numa ainda numa modalidade mista, com possibilidade de assistir online através da plataforma Zoom ou presencialmente em:
- Vila Real, no dia 12 de Outubro
- Vila Nova de Foz Côa, no dia 13 de Outubro.