Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • Inovação na Agricultura
  • S6
  • S14
  • S12
  • S3
  • S2
  • S8
  • S5
  • S13
  • S11
  • S7

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

MODMETVID - Modelação das vias metabólicas da videira através da combinação de dados climatéricos, solos e espectroscopia vibracional não invasiva e aplicada in-situ

Entidade líder do projeto: Instituto de Ciências, Tecnologias e Agroambiente da Universidade do Porto
Responsável pelo projeto: José Luis Fontes da Costa Lima
Site do projeto: http://www.iceta.up.pt/
Parceiros:

_

Data de início do projeto: 01-01-2016
Data de fim do projeto: 31-12-2019

Fonte de financiamento : FCT
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Será desenvolvida uma estratégia de modelação que permitirá compreender o comportamento do bago em relação ao  ambiente, nomeadamente através de modelos fenológicos baseados em informação climática e propriedades dos solos. A compreensão quantitativa e estrutural do crescimento do bago, bem como o conteúdo de água e açúcar através da recolha in-situ de parâmetros físico-químicos é da maior importância. Uma ferramenta inovadora para Será desenvolvida uma estratégia de modelação que permitirá compreender o comportamento do bago em relação ao  ambiente, nomeadamente através de modelos fenológicos baseados em informação climática e propriedades dos solos.

A compreensão quantitativa e estrutural do crescimento do bago, bem como o conteúdo de água e açúcar através da recolha in-situ de parâmetros físico-químicos é da maior importância. Uma ferramenta inovadora para complementar a monitorização de vinhas em tempo real será desenvolvida neste projecto: análise espectroscópica não-invasiva em tempo real de solos e videiras (folhas e bagos).

Esta informação complementar permitirá determinar o ciclo metabólico, estabelecer previsões precisas do estado metabólico da planta e portanto melhorar a capacidade de previsão. O método proposto incluí o uso de cromatografia líquida e espectroscopia de massa para a análise de metabolitos chave na planta, bem como a avaliação de características físico-químicas do solo e dados climatológicos provenientes de estações meteorológicas (temperatura, pressão, humidade, velocidade e direcção do vento, precipitação e radiação solar).

Descritores: Vinha; modelação


Objetivos visados:

Este projecto tem como objectivo a modelação do metabolismo da videira assim como a previsão da maturação da uva face a diferentes condições ambientais (solos e clima) através de um estudo multidisciplinar combinando áreas de bioquímica, bioespectroscopia, ecofisiologia, fisiologia vegetal, modelação metabólica e quimiometria. Os dados recolhidos ao longo de três anos servirão para validar os modelos desenvolvidos. A modelização dependerá de uma combinação (híbrida) de modelos de fluxos metabólicos e modelação quimiométrica (empírica). Serão introduzidos métodos quimiometricos capazes de modelar relações não-lineares para preencher vias metabólicas desconhecidas que vão sendo geradas directamente através da evolução temporal dos metabolitos.

Um dos principais objectivos é conciliar dados ambientais (solo e clima) com dados metabólicos para desenvolver modelos metabólicos para duas castas que serão, não só vantajosos na prática, mas também facilmente interpretáveis. Em segundo plano, mas de igual relevância, é o preceito que esses modelos de previsão sejam possíveis de usar em tempo real. Esta tarefa será concretizada, substituindo métodos offline para estimar o perfil metabólico, por um método espectroscópico, não invasivo e capaz de ser usado in-situ na vinha. Para tal, serão desenvolvidas calibrações entre dados espectrais recolhidos na vinha (folhas e bagos) e respectivos solos, assim como dados de referência recolhidos usando métodos oficiais ou de referência.



Pontos de situação / Resultados:

Em curso.