Inovação para a Agricultura

pten
Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube

 

                                        Rede Rural Nacional       PDR 2020       Portugal 2020       FEADR

S1.png
S2.png
S3.png
S5.png
S6.png
S7.png
S8.png
S9.png
S10.png
S11.png
S12.png
S13.png
S14.png
S16.png
previous arrow
next arrow

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

LEGSEEDCOAT - Revestimento de sementes de leguminosas com microrganismos benéficos para aumento da produtividade e resiliência a alterações climáticas

Entidade líder do projeto: Centro de Ecologia Funcional, Universidade de Coimbra
Responsável pelo projeto: Rui Sérgio Viana Sodré de Oliveira
Parceiros:

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Data de início do projeto: 01-01-2016
Data de fim do projeto: 31-12-2020

Fonte de financiamento : PT 2020, FCT
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

O feijão-frade [Vigna unguiculata. (L.) Walp.] é uma importante leguminosa cultivada principalmente e, zonas semi-áridas. A sua produção é inibida por stresses abióticos e bióticos. O uso de microorganismos promotores do crescimento de plantas (PGPM) e micorriza arbuscular (FMA) pode beneficiar a produção agrícola, pois pode melhorar a fertilidade do solo e a tolerância das plantas a stresses ambientais, aumentando assim o rendimento das culturas em ecossistemas de forma ecológica e sustentável.

Descritores: feijão-frade; fertilidade do solo; stress


Objetivos visados:

Não há tecnologia viável para a aplicação simultânea de PGPB e AMF em agricultura de larga escala. Assim, o uso de revestimento de sementes pode ser um mecanismo eficiente para a colocação de inóculos nos solos.

Os objetivos deste estudo foram:

1) uso de tecnologia de revestimento de sementes para fornecer o PGPM;

2) avaliar os efeitos da inoculação microbiana na biomassa e nas características fisiológicas do feijão frade;

3) determinar a capacidade de colonização de PGPB e AMF.

Cinco tratamentos foram estabelecidos: controle negativo, controle com material de revestimento, PGPB, AMF via recobrimento de sementes, PGPB + AMF via recobrimento de sementes.

Nos tratamentos de revestimento de sementes, as sementes de feijão-frade foram revestidas com sucesso com o inóculo de AMF.



Pontos de situação / Resultados:

Os resultados mostraram que os inoculantes de AMF eram viáveis após o revestimento das sementes, enquanto que os PGPB foram eficientes para aumentar a biomassa das plantas e a colonização de AMF. O uso de PGPM aplicado via revestimento de sementes poderá contribuir para alcançar a produção sustentável de feijão-frade.