Inovação para a Agricultura

pten
Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube

 

                                        Rede Rural Nacional       PDR 2020       Portugal 2020       FEADR

S1.png
S2.png
S3.png
S5.png
S6.png
S7.png
S8.png
S9.png
S10.png
S11.png
S12.png
S13.png
S14.png
S16.png
previous arrow
next arrow

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

oLIVE-CLIMA - Introdução de novas práticas de gestão de culturas olivícolas centradas na mitigação e adaptação às alterações climáticas

Entidade líder do projeto: Development Agency of Eastern Thessaloniki's Local Authorities, ANATOLIKI SA
Responsável pelo projeto: Eutychia Kivrakidou
Site do projeto: http://www.oliveclima.eu/en/
Parceiros:

National Agricultural Research Foundation-Institute for Olive Tree & Subtropical Plants of Chania, Creta; National Agricultural Research Foundation-Soil Science Institute of Athens; National Agricultural Research Foundation-Land Reclamation Institute, Thessaloniki; Dipartimento Di Scienze dei Sistemi Colturali, Forestali e dell'Ambiente, Potenza; RodaxAgro Ltd Environment & Quality, Athens; Agriculture Press Publishing Company (AGROTYPOS) S.A., Amaroussion, Greece NILEAS-Agricultural Cooperative for Standardized Products-Nestor Messinia; Union of Agricultural Cooperatives of Peza, Crete, Greece Union of Agricultural Cooperatives of Mirabello

Data de início do projeto: 01-01-2012
Data de fim do projeto: 31-12-2017

Fonte de financiamento : LIFE
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

As atividades humanas contribuem para aumentar o nível de gases com efeito de estufa (GEE) na atmosfera, criando novas fontes de emissões ou removendo os sumidouros naturais. A agricultura é geralmente considerada uma fonte de GEEs, mas práticas agrícolas apropriadas que aumentam a capacidade das plantas de capturar GEEs e removê-las da atmosfera podem mudar essa situação, de modo que a terra agrícola se torne um sumidouro de carbono.

Descritores: Mitigação; Adaptação; Alterações climáticas; Olival; Gases com Efeito de Estufa


Objetivos visados:

O principal objetivo do projeto oLIVE-CLIMA é testar a introdução de novas práticas de cultivo para as culturas arbóreas, a fim de encontrar um meio económico de mitigar e adaptar às alterações climáticas. O projeto concentra-se especificamente em áreas de produção de azeitonas na Grécia, investigando o potencial dessas áreas para aumentar o sequestro de carbono por solos e reduzir as emissões de GEE. Trabalhará com agricultores de três organizações de agricultores que reflitam as diferentes situações socioeconómicas atualmente prevalecentes na Grécia; desde a agricultura mais tradicional até a agricultura inovadora e ambientalmente sensível.



Pontos de situação / Resultados:

Os resultados mostraram que a cobertura vegetal não foi significativamente afetada pela aplicação de novas práticas de cultivo nas áreas de estudo, com exceção da área de estudo Peza, que diminuiu significativamente em 2013 e 2014 em comparação com os controles. As características da oliveira (como altura, formação da copa, etc.) não foram significativamente afetadas pela implementação de novas práticas de cultivo. Além disso, a aplicação de novas práticas de cultivo não afetou o teor de carbono, macronutrientes e oligoelementos nas plantas infestantes. A percentagem de plantação direta aumentou nas áreas de estudo, sugerindo que vários agricultores foram convencidos a abandonar as tradicionais práticas agrícolas intensivas.Os resultados mostraram que a cobertura vegetal não foi significativamente afetada pela aplicação de novas práticas de cultivo nas áreas de estudo, com exceção da área de estudo Peza, que diminuiu significativamente em 2013 e 2014 em comparação com os controles. A mudança observada nos níveis de C orgânico do solo foi considerável através da aplicação de composto, uma vez que o composto contribuiu com uma quantidade de 750 kgr C por ha.fonte: http://www.oliveclima.eu/pt/actions-deliverables/