Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S7
  • S2
  • S12
  • S13
  • S5
  • S8
  • S3
  • S11
  • Inovação na Agricultura
  • S6
  • S14

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

SADRI - Modelos e Sistemas de Apoio a Decisão para lidar com Risco e Incerteza no planeamento da gestão florestal

Entidade líder do projeto: Centro de Estudos Florestais, Institudo Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa
Responsável pelo projeto: Jordi Gonzalo
Site do projeto: http://www.isa.ulisboa.pt/cef/public/sadri/
Parceiros:

Universidade de Évora;  Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Data de início do projeto: 01-01-2013
Data de fim do projeto: 31-12-2015

Fonte de financiamento : FCT
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Mudanças demográficas, socioeconómicas e climáticas impactarão fortemente as florestas. A competição por recursos florestais é propensa a aumentar num contexto de mudança global (por exemplo, mudanças climáticas, preços, preferências das partes interessadas). Essas tendências apontam para a urgência de desenvolver novas ferramentas que possam abordar o risco e a incerteza, para analisar os trade-offs entre os objetivos e, assim, tentar resolver múltiplos problemas objetivos de recursos naturais sob a mudança global.

Descritores: Floresta; gestão; Alterações Climáticas


Objetivos visados:

O projeto focou-se em interações florestais e mudanças climáticas, incluindo o desenvolvimento de ferramentas adaptativas de gestão florestal. O objetivo deste projeto foi desenvolver métodos cientificamente sólidos que pudessem ser usados pela administração pública, proprietários de florestas não industriais, indústrias e organizações não-governamentais para maior integração de estratégias adaptativas no planeamento e gestão florestal de múltiplos objetivos.



Pontos de situação / Resultados:

(1)  O potencial de fornecimento de madeira diminuiu de 2,35 para 2,19 milhões de m3, o valor da terra desvalorizou de 81,1 para 74,7 milhões de euros e o total de carbono diminuiu de 228 para 212 toneladas.

(2) Sistemas de Apoio à Decisão (DSS) desenvolvidos no projeto, apoiam a tomada de decisão na gestão florestal do eucalipto e pode ser aplicado para avaliação de risco de pragas de fogo, etc).