Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S7
  • S11
  • S2
  • S8
  • S14
  • S3
  • S12
  • S6
  • S13
  • Inovação na Agricultura
  • S5

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

ULYSSES - Compreender e lidar com a volatilidade dos mercados alimentares em direcção a um sistema alimentar mais estável no mundo e na EU

Entidade líder do projeto: Universidad Politecnica de Madrid
Responsável pelo projeto: Roberto Prieto Lopez
Site do projeto: http://www.fp7-ulysses.eu/index.html
Parceiros:

Wageningen University; JRC -Joint Research Centre- European Commission; University of National and World Economy; Georg-August-Universitaet Goettingen Stiftung Oeffentlichen Rechts; Food and Agriculture Organization of the United Nations FAO

Data de início do projeto: 01-01-2012
Data de fim do projeto: 31-12-2015

Fonte de financiamento : 7th FRAMEWORK PROGRAMME
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

A literatura publicada nos últimos 3 anos visando a instabilidade dos mercados agrícolas durante 2007-2009 obteve resultados inconclusivos sobre as suas causas e impactos. Em suma, as evidências científicas disponíveis dão orientação insuficiente sobre quais as iniciativas políticas a implementar e para efetivamente evitar e mitigar novas crises alimentares. Baseado numa abordagem integrada, o Projeto ULYSSES procura fornecer respostas gerais, mas suficientemente detalhadas, para as principais questões que foram recentemente colocadas na literatura e debatidas na esfera política.

Descritores: Alterações Climáticas; Preços.


Objetivos visados:

O projeto ULYSSES avaliará a literatura sobre a volatilidade dos preços de alimentos, rações e produtos não alimentares. Procurar-se-á, também, determinar as causas da volatilidade dos mercados, identificando os fatores determinantes e os fatores que causam a volatilidade dos mercados. Projeções mudanças bruscas no ratio procura/oferta e impactos das alterações climáticas na produção agrícola serão realizados para avaliar a probabilidade de mercados mais voláteis. Também avaliará os impactos sobre as famílias na UE e nos países em desenvolvimento. Os resultados ajudarão o consórcio a tirar conclusões relevantes em termos de políticas que ajudem a UE a definir estratégias de gestão do mercado no âmbito da PAC após 2013 e a informar a posição da UE no contexto internacional.



Pontos de situação / Resultados:

Os resultados revelaram que existe uma relação negativa o aumento dos preços dos alimentos e probabilidade de uma diminuição da capacidade de compra de alimentos por parte dos agregados familiares da UE, mesmo que o rendimento disponível, o tamanho e o Estado-Membro do agregado familiar sejam tidos em conta. Além disso, os agregados familiares em países de rendimento baixo beneficiariam mais da prevenção ou limitação de um aumento no nível dos cereais / dos preços dos alimentos / em vez de reduzirem a sua volatilidade. O maior impacto de uma mudança de preço não deve ser uma surpresa, pois tem múltiplos efeitos diretos e indiretos sobre o quotidiano dos domicílios agrícolas, influenciando tanto as suas estratégias de produção quanto de consumo.

Por outro lado, a trajetória de impacto da volatilidade dos preços é menos clara e evidente porque está conectada ao conceito dinâmico de risco e às capacidades domésticas não observáveis de geri-lo e enfrentá-lo. A recomendação que surge naturalmente desse resultado é um foco maior nas políticas que mitigam e lidam com os efeitos dos aumentos de preços.