Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S3
  • S7
  • Inovação na Agricultura
  • S12
  • S5
  • S2
  • S8
  • S14
  • S6
  • S11
  • S13

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

SWUP-MED - Uso sustentável da água assegurando a produção de alimentos em zonas áridas da região do Mediterrâneo

Entidade líder do projeto: Plant & Environmental Sciences Food and Resource Economics
Responsável pelo projeto: Sven-Erik Jacobsen
Site do projeto: https://swup-med.dk/
Parceiros:

University of Copenhagen; International Center for Agricultural Research in the Dry Areas, Aleppo; Universidade Nova de Lisboa; Instituto de Tecnologia Quimica e Biológica, Oeiras; National Research Council of Italy - Institute for Agricultural and Forest Mediterranean Systems, Napoli; Natural Environment Research Council, NERC, Centre for Ecology & Hydrology, CEH –Wallingford; Centre for Environment and Development for the Arab Region and Europe, Cairo; Institut Agronomique et Veterinaire Hassan II, Rabat;Cukurova University Faculty of Agriculture, Adana; University of Western Australia, Institute of Agriculture, Crawley

Data de início do projeto: 01-01-2008
Data de fim do projeto: 31-12-2013

Fonte de financiamento : 7th FRAMEWORK PROGRAMME
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Com o aumento da temperatura e variabilidade climática, as culturas enfrentam secaCom o aumento da temperatura e variabilidade climática, as culturas enfrentam secae desertificação. Culturas típicas de condições semi-áridas e áridas em países mediterrânicos, afetadas por múltiplos fatores de stress abióticos mais influenciados pelas alterações climáticas, são cereais em monoculturas de baixo rendimento ou eventualmente combinados com pousio.

Descritores: Regadio; rotação de culturas; Trigo; Sequeiro; Seca; Cereais


Objetivos visados:

Melhorar a produção de alimentos, introduzindo variedades resistentes ao clima nas rotações de trigo, leguminosas e novas culturas (culturas potencialmente lucrativas), em sistema de sequeiro com rega suplementar deficitária usando água de qualidade marginal e precipitação captada. Isso acelerará a adoção de melhores práticas agrícolas que apoiem os meios de subsistência e os níveis de rendimento dos pequenos agricultores



Pontos de situação / Resultados:

Um estudo do SWUP-MED demonstrou que as culturas rotativas de trigo, quinoa e grão-de-bico durante três anos em Marrocos e na Turquia melhoraram tanto a produção como a qualidade do solo. Além disso, a quinoa consumiu menos água e apresentou maior rendimento que o trigo, e tolerou bem a seca típica do Mediterrâneo e o stress salino. Os investigadores testaram diferentes variedades de cada cultura para encontrar os genótipos mais resistentes a múltiplos stresses. Variações genéticas que permitem que certas culturas acelerem seu próprio desenvolvimento produziram mais grãos, especialmente durante a seca. Em termos de rega, o projeto descobriu que, usando águas residuais tratadas para suplementar a chuva, os agricultores poderiam melhorar substancialmente o rendimento das colheitas e a tolerância ao stress.