Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S14
  • S8
  • S6
  • S7
  • S11
  • S12
  • S3
  • S13
  • S2
  • Inovação na Agricultura
  • S5

Projetos Alterações Climáticas - RIAAC-AGRI (PDR2020 - Assistência técnica RRN - Área 4)

Pesquisar projectos

Área plano de acção

Fonte de financiamento

MaP-FGR - Reforço da conservação: uma questão fundamental para a adaptação das populações marginais / periféricas de árvores florestais às alterações climáticas na Europa

Entidade líder do projeto: Council for Research and Experimentation on Agriculture, Forestry Research Centre – CRA SEL
Responsável pelo projeto: Fulvio Ducci
Site do projeto: http://map-fgr.entecra.it/
Parceiros:

Centro de Investigación y Tecnología Agroalimentaria de Aragón CITA; Institute of Biosciences and Bioresources; Institut national de la recherche agronomique; Food and Agriculture Organization of the United Nations.  Outros parceiros: http://map-fgr.entecra.it/?page_id=70

Data de início do projeto: 02-01-2012
Data de fim do projeto: 30-12-2016

Fonte de financiamento : COST ACTION
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

As populações marginais / periféricas (MaP) da floresta estão nas margens das faixas de espécies e contêm uma diversidade genética original devido a condições inadequadas de sobrevivência. Os efeitos da alteração climática provavelmente serão mais fortes e mais rápidos nas populações de MaP do que em outros lugares. Estudar os processos adaptativos nas populações de MaP é crucial e de interesse mútuo para os países europeus e não europeus para entender a evolução das espécies e desenvolver a conservação da diversidade genética (FGR), estratégias de gestão e redes para lidar com a mudança global. Essas populações não são apenas ameaçadas pelas mudanças climáticas modernas, mas também por outros distúrbios decorrentes das atividades humanas e podem ser inestimáveis para a adaptação do setor florestal europeu.

Descritores: Florestas; populações periféricas


Objetivos visados:

O principal objetivo deste projeto é gerar conhecimento relevante sobre o papel e o uso das populações de MaP para adaptar as florestas à mudança global usando uma abordagem multidisciplinar.



Pontos de situação / Resultados:

O futuro das populações de árvores florestais periféricas é de particular interesse no contexto das mudanças climáticas. Essas populações podem ser concomitantemente aquelas onde as mudanças evolutivas mais significativas ocorrerão; aqueles que enfrentam maior risco de extinção; a ou a fonte de novidade genética para reforçar a variação genética permanente em várias partes dessas regiões periféricas. Decidir qual estratégia implementar para conservar e usar de forma sustentável os recursos genéticos das populações de árvores florestais periféricas é um desafio. Argumentamos que as populações de árvores florestais periféricas são “laboratórios naturais” para resolver questões prioritárias de pesquisa, tais como como a interação complexa entre processos demográficos e seleção natural molda a adaptação local; e se a adaptação genética será suficiente para permitir a persistência a longo prazo das espécies dentro de sua distribuição atual.As populações periféricas são ativos fundamentais para a silvicultura adaptativa que necessitam de medidas específicas para a sua preservação. Com base nos conhecimentos existentes, sugerimos abordagens e princípios que possam ser usados para a gestão e conservação dessas populações distintas e valiosas, para manter processos genéticos e ecológicos ativos. os sustentaram ao longo do tempo.