Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S14
  • S8
  • S6
  • S12
  • S11
  • S5
  • S7
  • S3
  • S13
  • S2
  • Inovação na Agricultura

MEDWATERICE - Utilização sustentável da água nos agroecossistemas do arroz, na região mediterrânica

MEDWATERICEEste projeto será desenvolvido no contexto da Parceria para a Investigação e Inovação na Região Mediterrânica (PRIMA) entre 2019 e 2022 e visa obter conhecimentos para a poupança de água e a sustentabilidade ambiental dos agroecossistemas de arroz nos países mediterrânicos, mantendo simultaneamente a produtividade das culturas, a qualidade e segurança dos produtos e a fertilidade dos solos. Liderado pela Universidade de Milão (UMIL) este projeto tem como países parceiros Portugal, Espanha, Egito, Israel e Turquia.

Em Portugal, a Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra (ESAC - IPC) lidera uma componente nacional deste projeto, tendo como Estudos de Caso os Aproveitamentos Hidroagrícolas do Baixo Mondego e do Vale do Lis, áreas onde se aplica a rega do arroz por alagamento contínuo em canteiros de nível.

Colaboram no projeto a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro, a Associação de Beneficiários da Obra de Fomento Hidroagrícola do Baixo Mondego, a Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Lis, a empresa Águas do Centro Litoral S.A., a Administração da Região Hidrográfica do Centro, a COTArroz, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e produtores privados. 

Os resultados esperados do projeto são:

1) Melhoria da eficiência do uso da água nas parcelas;

2) Demonstrar as opções alternativas de rega para obter as melhores tecnologias disponíveis no mercado para medir e controlar as entradas e saídas de água de rega e introduzi-las no setor do arroz;

3) Determinar os protocolos seguros de rega do arroz, adaptados à disponibilidade de água de baixa qualidade. Será estudado o efeito da rega com águas residuais tratadas municipais, por meio de experimentação em escala de laboratório e parcela.

4) Para cada opção de rega (e considerando as novas condições com menor disponibilidade de água), serão introduzidas as variedades de arroz e práticas agronómicas mais adequadas, para minimizar os impactos na produtividade e na qualidade do produto.

5) Após uma avaliação abrangente da sustentabilidade das soluções de rega propostas, serão preparadas e disseminadas as diretrizes para apoiar os agricultores na sua adoção e implementação.

Mais informações sobre a parceria PRIMA.

Agenda de eventos


Agenda
de Eventos

Agenda de eventos


Grupo de 
Trabalho Inovação

Folha Informativa RRN- Inovação


Folha Informativa
RRN- Inovação

Bolsa de Iniciativas


Bolsa de Iniciativas