Inovação para a Agricultura

pten
Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube
S1.png
S2.png
S3.png
S5.png
S6.png
S7.png
S8.png
S9.png
S10.png
S11.png
S12.png
S13.png
S14.png
S16.png
previous arrow
next arrow

Bio-região do Tâmega e Sousa

Entidade líder do projeto: Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa
Responsável pelo projeto: Telmo Manuel Medeiros Pinto
Site do projeto: https://bioregiao.cimtamegaesousa.pt/
Parceiros:

UTAD - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; EPAMAC - Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Marco de Canaveses; INIAV - Instituto Nacional de Investigação Agráriae Veterinária IP; ADER-SOUSA - Associação de Desenvolvimento Rural das Terras Do Sousa;  DOLMEN - Desenvolvimento Local e Regional, CRL.

Breve descrição:

O projeto “Bio-Região do Tâmega e Sousa” teve como objetivo central criar as condições contextuais e operativas para a adesão do Tâmega e Sousa à Rede Internacional de Bio-Regiões, a IN.N.E.R. – International Network of Eco Regions, de forma a mobilizar a comunidade na concretização de um círculo virtuoso destinado ao desenvolvimento de sistemas de alimentação sustentável, saudável e diversificada.

Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Desafios:
- A maioria da população do Tâmega e Sousa ainda não demonstra muito interesse em produtos com certificação MPB.
- A maioria dos consumidores locais não conhece e valoriza os produtos típicos e identitários da região (e.g. carne arouquesa e maronesa, cebola garrafal, melão “Casca de Carvalho”, Capão de Freamunde IGP, citrinos da Pala);
- Faltam no território estruturas que concentrem a oferta de pequenos produtores locais, com capacidade de abastecer instituições públicas (escolas, hospitais, forças de segurança, etc.) ou entidades de maior dimensão (IPSS);
- Grande parte da população não tem conhecimento concreto acerca do que implica a implementação e desenvolvimento de uma sociedade sustentável;
- Existem graves problemas atualmente que ameaçam a paisagem ripícola e a sua biodiversidade, quer no que diz respeito à fauna quer à flora;
- Grande parte dos agricultores do território não se encontram sensibilizados ou interessados em optar pela produção em MPB;
- O custo dos produtos é o critério principal no processo de aquisição de alimentos para as refeições escolares.

Oportunidade:
A criação da “Bio-Região do Tâmega e Sousa” tem muito potencial para agregar o território na concretização de um modelo de desenvolvimento mais sustentável e saudável.

Objetivos visados:
  • Promover a adesão do Tâmega e Sousa à Rede Internacional das Bio-regiões;
  • Estimular o consumo de produtos biológicos na comunidade do Tâmega e Sousa;
  • Transferir boas práticas e novos conhecimentos que contribuam para a qualificação e desenvolvimento dos territórios rurais;
  • Fomentar a adesão de produtores convencionais ao Modo de Produção Biológico;
  • Preservar e valorizar a biodiversidade e os recursos culturais, naturais e paisagísticos;
  • Fomentar o trabalho em parceria entre as entidades do domínio do desenvolvimento rural do Tâmega e Sousa.
Sumário do plano de ação:

Este projeto estrutura-se através de um plano de ação, que engloba 4 atividades:

(1) Despertar e mobilizar a comunidade para a "Bio-Região do Tâmega e Sousa;

(2) Estimular a agricultura sustentável, saudável e diversificada;

(3) Fomentar o conceito "produzir e consumir no Tâmega e Sousa";

(4) Gestão, acompanhamento e comunicação da Operação.

Pontos de situação / Resultados:
  • Referencial Estratégico da “Bio-Região do Tâmega e Sousa”, incluindo regulamento e contrato de parceria;
  • Organização de 4 focus group com agentes relacionados com o desenvolvimento do território (Economia Social, Poder Local, Sociedade Civil, Operadores Económicos);
  • Campanha de marketing digital (redes sociais) para sensibilização da comunidade "produzir e consumir no Tâmega e Sousa";
  • Vídeo promocional;
  • Organização de 11 sessões públicas para comunicar o referencial estratégico da “Bio-Região do Tâmega e Sousa” e a criação do cabaz biológico;
  • Realização de 4 visitas de estudo a locais de referência na produção em MPB;
  • Elaboração do regulamento e do contrato de adesão dos produtores ao cabaz biológico.

Publicação "Referencial Estratégico da “Bio-Região do Tâmega e Sousa” - novembro de 2022 - Descarregue aqui.

Consultar a Agenda de eventos


Agenda
de Eventos

Consultar o Grupo de Trabalho Inovação


Grupo de 
Trabalho Inovação

Consultar a Folha Informativa RRN- Inovação


Folha Informativa
RRN- Inovação

Consultar a Bolsa de Iniciativas


Bolsa de Iniciativas

Centro de recursos


Centro de Recursos