Inovação para a Agricultura

Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube
PT EN
  • S6
  • S8
  • S7
  • S13
  • S11
  • S12
  • S2
  • S14
  • S3
  • Inovação na Agricultura
  • S5

Contributos da Agricultura Familiar para a promoção de sistemas alimentares e dietas sustentáveis em Portugal

Entidade líder do projeto: ACTUAR – Associação para a Cooperação e o Desenvolvimento
Responsável pelo projeto: Sara Rocha
Site do projeto: http://actuar-acd.org/portfolio/agricultura-familiar-para-a-promocao-de-sistemas-alimentares-e-dietas-sustentaveis-em-portugal/
Parceiros:

Direção Geral de agricultura e Desenvolvimento Agrário; Confederação Nacional da Agricultura; Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viseu

Breve descrição:

Nos últimos anos, a AF tem vindo a ganhar protagonismo na esfera pública, constatando-se a sua importância para a promoção de modos de produção mais sustentáveis e produtos de qualidade diferenciada associados à promoção dos territórios; o seu contributo para a preservação dinâmica da biodiversidade e promoção de dietas saudáveis; para a revitalização dos territórios rurais e a promoção da identidade cultural dos mesmos. Também a recente crise sanitária (e também a crise financeira e económica de 2008-2011) veio demonstrar que o sector agrícola desempenha um papel importante na sustentação e dinamização das comunidades locais e no apoio à segurança alimentar e nutricional das famílias. Além da dimensão que o autoconsumo assume na garantia da segurança alimentar dos próprios AF, estes têm também um papel considerável na promoção de dietas equilibradas, atendendo às recomendações para uma alimentação saudável e aos alimentos geralmente produzidos pelos AF portugueses, incluindo o quadro da Dieta Mediterrânica.  Face a este contexto, o projeto propõe uma série de ações que visam produzir conhecimento útil sobre o contributo da AF; sensibilizar o público em geral para um reconhecimento positivo do contributo que a AF desempenha na produção de alimentos saudáveis e na dinamização da economia local.  A operação prevê também ações participativas de discussão visando a cooperação e articulação entre os agentes de desenvolvimento rural e outros atores relevantes para a AF em Portugal para a construção participativa de um plano de atividades conjuntas para a implementação da Década da Agricultura Familiar em Portugal, integrada na iniciativa global das Nações Unidas. Este trabalho a nível nacional será alvo de partilha e articulação com outros agentes de desenvolvimento rural da Europa, visando a articulação entre os atores europeus (OSC e governos) na implementação da Década para a AF, com a realização de um Seminário internacional, visando partilhar e divulgar os esforços atualmente realizados em Portugal para o apoio à AF. Será também apresentado em fóruns internacionais no âmbito da AF e da Segurança Alimentar e Nutricional, garantindo a articulação da agenda da AF de Portugal ao nível global.

Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

Apesar de assumir um lugar central no debate atual sobre a sustentabilidade do planeta e do futuro da resiliência alimentar humana, a Agricultura Familiar permanece ainda desvalorizada face a outros subsetores da produção alimentar, e o seu contributo social, económico e ambiental para a promoção de sistemas alimentares e dietas sustentáveis carece de um reconhecimento traduzido em quadros legais e de políticas públicas diferenciadas que permitam valorizar e apoiar o seu desenvolvimento. Por outro lado, apesar da criação recente do Estatuto da AF em Portugal, e não obstante o significado deste marco para o país, são reconhecidos também os desafios à implementação concreta desta iniciativa e a necessidade de uma maior cooperação e articulação entre os diversos atores (governamentais, sociedade civil, agricultores e setor privado) para a sua melhoria e aprofundamento. Face a este contexto de desafios e necessidades, o projeto propõe realizar um conjunto de ações que visam trazer a Portugal a iniciativa da Década da Agricultura Familiar das Nações Unidas, enquanto oportunidade para sensibilizar o público em geral; contribuir para a construção de conhecimento útil e promover espaços de articulação e cooperação entre os agentes de desenvolvimento rural e outros atores relevantes para a AF em Portugal.Apesar de assumir um lugar central no debate atual sobre a sustentabilidade do planeta e do futuro da resiliência alimentar humana, a Agricultura Familiar permanece ainda desvalorizada face a outros subsetores da produção alimentar, e o seu contributo social, económico e ambiental para a promoção de sistemas alimentares e dietas sustentáveis carece de um reconhecimento traduzido em quadros legais e de políticas públicas diferenciadas que permitam valorizar e apoiar o seu desenvolvimento. Por outro lado, apesar da criação recente do Estatuto da AF em Portugal, e não obstante o significado deste marco para o país, são reconhecidos também os desafios à implementação concreta desta iniciativa e a necessidade de uma maior cooperação e articulação entre os diversos atores (governamentais, sociedade civil, agricultores e setor privado) para a sua melhoria e aprofundamento. Face a este contexto de desafios e necessidades, o projeto propõe realizar um conjunto de ações que visam trazer a Portugal a iniciativa da Década da Agricultura Familiar das Nações Unidas, enquanto oportunidade para sensibilizar o público em geral; contribuir para a construção de conhecimento útil e promover espaços de articulação e cooperação entre os agentes de desenvolvimento rural e outros atores relevantes para a AF em Portugal.

Objetivos visados:

O projeto tem como objetivos gerais: 

  • Promover o reconhecimento do contributo social, económico e ambiental da AF para a promoção de Sistemas Alimentares e Dietas Sustentáveis em Portugal;
  • Contribuir para a construção participativa do Plano de Ação para a Década da AF em Portugal, em articulação com os eixos do Plano Global para a Década da AF
  • Promover a partilha de conhecimentos e boas práticas e a cooperação entre os agentes de desenvolvimento rural e outros atores relevantes em torno da implementação da Década da AF, em Portugal e na Europa
Sumário do plano de ação:

O plano de ação do projeto desenvolve-se em torno de quatro grandes atividades, nomeadamente:

i) elaboração do estudo sobre o contributo da AF para a promoção de sistemas alimentares e dietas sustentáveis em Portugal, com a realização de trabalho de campo e revisão da literatura e dados existentes, a identificação e análise de boas práticas de AF e análise das medidas em curso;

ii) Construção participativa do Plano de Ação para a implementação da Década da AF em Portugal, envolvendo ações regionais e nacionais de discussão;

iii) Seminário internacional de lançamento do Plano de Ação e Intercâmbio de conhecimentos e boas práticas de AF em Portugal e na Europa;

iv) ações de comunicação e visibilidade sobre os resultados da operação e visando difundir informação sobre as funções da AF e respetivo contributo para a promoção de sistemas alimentares e dietas sustentáveis.

Face à atual situação de pandemia, as ações indicadas tiveram forçosamente de ser adaptadas, em particular, a extensão do cronograma previsto, o trabalho de campo e atividades presenciais envolvendo a participação de grandes grupos.

Pontos de situação / Resultados:

Ponto situação (Fevereiro 2021)
Em virtude da crise sanitária, o cronograma da operação foi alterado. No presente momento, encontra-se em desenvolvimento o estudo sobre a AF e as atividades de identificação de boas práticas.

Consultar a Agenda de eventos


Agenda
de Eventos

Consultar o Grupo de Trabalho Inovação


Grupo de 
Trabalho Inovação

Consultar a Folha Informativa RRN- Inovação


Folha Informativa
RRN- Inovação

Consultar a Bolsa de Iniciativas


Bolsa de Iniciativas

Centro de recursos


Centro de Recursos