Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S2
  • S3
  • S13
  • S8
  • S12
  • S10
  • S7
  • S14
  • S6
  • S11
  • S5

Viabilização de pastagens semeadas biodiversas através da otimização da fertilização fosfatada

Entidade líder do projeto: TERRAPRIMA - SERVIÇOS AMBIENTAIS, SOCIEDADE UNIPESSOAL LDA
Responsável pelo projeto: Nuno Rodrigues (ambiental@terraprima.pt)
Área do plano de ação: Outra produção animal
Parceiros:

ASSOCIACAO DOS CRIADORES DE BOVINOS DA RACA ALENTEJANA; FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA; HERDADE DOS GROUS - AGRICULTURA E PECUARIA LDA; INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA; PEDRO SACADURA TEIXEIRA CABRAL DUARTE DA SILVEIRA; SOCIEDADE AGRICOLA HERDADE DOS PADRES, S.A.; TAPADA DOS NUMEROS SOCIEDADE AGRICOLA LDA; TERRAPRIMA SOCIEDADE AGRICOLA LDA; UNIVERSIDADE DE ÉVORA; Z E A - SOCIEDADE AGRICOLA UNIPESSOAL, LDA


Prioridade do FEADER: P5E) promoção da conservação e do sequestro de carbono na agricultura e na silvicultura;
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

A maioria da área nacional em regime de pastoreio extensivo tem uma gestão incipiente ou inexistente, caracterizando-se por pastagens pobres em solos degradados. Numa pequena proporção da área agrícola, os agricultores investem em pastagens melhoradas e fertilizadas mas debatem-se com a sua viabilidade financeira, dado o crescente custo dos fatores de produção e o saldo negativo na balança comercial dos ruminantes. Isto tem sido particularmente limitante na expansão de pastagens semeadas com uma mistura rica em leguminosas, apesar da sua maior produtividade e dos seus múltiplos benefícios ambientais.

Neste contexto, o GO aqui apresentado reconheceu a importância de dar um contributo relevante para a rentabilidade dos sistemas de pastoreio extensivo, demonstrando de que forma se pode otimizar a fertilização fosfatada, com redução de custos e/ou aumento de produtividade e proporcionando múltiplos benefícios agronómicos e ambientais. Do lado da oportunidade identificou abordagens da agricultura de precisão que permitem que o objetivo da iniciativa seja orientado numa perspetiva de gestão adaptativa apoiada em tecnologias de aquisição próxima e remota de dados. Os parceiros reunidos neste GO são experientes em sistemas de pastoreio extensivo e nas abordagens metodológicas que se pretende implementar, trazendo para a parceria os seguintes contributos:

- Instituto Superior de Agronomia (ISA): experiência e conhecimento em monitorização ambiental, deteção remota (medições hiperespectrais), análises de solo e de vegetação;

- Universidade de Évora (UE): experiência e conhecimento em agricultura de precisão, tecnologia de aplicação variável (VRT, "Variable Rate Technology"), utilização e calibração de tecnologias de deteção próxima e remota de dados;

- Terraprima Ambiental: contacto com uma rede alargada de explorações com pecuária extensiva e pastagens semeadas biodiversas, experiência e conhecimento em monitorização ambiental e tecnologias de aquisição remota de dados;

- Associação (ACBRA – Associação dos Criadores de Bovinos de Raça Alentejana): experiência e visão crítica quanto aos fatores que afetam a viabilidade dos sistemas pecuários, experiência em divulgação técnica;

- Terraprima Agrícola: qualificação em gestão agrícola direta associada a inovação;

- Outras Empresas agrícolas: experiência em gestão de pastagens semeadas biodiversas;

- Parceiro espanhol: experiência em gestão de pastagens semeadas biodiversas num contexto diferente (em termos de custo de fatores de produção e de práticas de gestão), contacto com rede alargada de agricultores espanhóis.


Objetivos visados:

A criação do presente GO vai de encontro à sugestão do Focus Group EIP-AGRI "Matéria Orgânica do Solo em Regiões Mediterrânicas" de criação de um Grupo Operacional no tópico da "Otimização do uso de fertilizantes em agricultura de conservação" (relatório de Março de 2015). Dizendo respeito a práticas mais sustentáveis de gestão do sobcoberto dominante de um número considerável de hectares de montado de sobro e de pinhal manso no país, trata-se também de um GO cujos objetivos estão alinhados com objetivos integrados na Agenda Portuguesa de Investigação e Inovação no Sobreiro e na Cortiça, bem como na do Pinheiro Manso e Pinhão, em particular os que dizem respeito à gestão do sobcoberto e à multifuncionalidade dos sistemas.

Com base na situação de partida acima descrita, a presente iniciativa pretende introduzir inovação na gestão de pastagens semeadas biodiversas e atuar sobre os sistemas de pastoreio extensivo, no sentido de promover uma mais adequada e racional aplicação de fósforo e potenciar os benefícios económicos e ambientais associados a esta atividade agrícola.

Mais especificamente, a iniciativa pretende:

•Contribuir para o desenvolvimento de metodologias de baixo custo de diagnóstico da real necessidade de aplicação de fósforo, com base na integração de tecnologias de aquisição próxima e remota de dados;

•Demonstrar o impacto positivo dos resultados obtidos na rentabilidade das pastagens e nos seus múltiplos benefícios ambientais (ao nível da matéria orgânica no solo, do sequestro de carbono, da produção de biomassa e da minimização dos impactos ambientais);

•Disseminar os resultados obtidos na mais vasta rede possível de conselheiros agrícolas, técnicos e agricultores sob a forma de recomendações para o aumento da eficiência da fertilização fosfata das PSB, do ponto de vista técnico e económico e, consequentemente, para uma maior rentabilidade e viabilidade deste tipo de pastagens.


Sumário do plano de ação:

Demonstração da aplicabilidade de tecnologias de agricultura de precisão na otimização da fertilização com fósforo, com implicações na rentabilidade das pastagens semeadas biodiversas e nos seus múltiplos benefícios ambientais.


Pontos de situação / Resultados:

Em início de atividade.

O Relatório de progresso pode ser consultado aqui.

Este GO foi apresentado no Agri-Innovation Summit 2017. O póster apresentado pode ser visto aqui.