Inovação para a Agricultura

Rede Rural Nacional - Página do FacebookRede Rural Nacional - Página do TwitterRede Rural Nacional - Página do InstagramRede Rural Nacional - Canal do Youtube
PT EN
  • S12
  • S11
  • S6
  • S13
  • S3
  • S14
  • S7
  • Inovação na Agricultura
  • S8
  • S2
  • S5

FitoFarmGest - Gestão sustentável de fitofármacos, em olival, vinha e culturas arvenses, na área de influência do EFMA

Entidade líder do projeto: INSTITUTO POLITECNICO DE BEJA
Responsável pelo projeto: Patrícia Palma
Site do projeto: https://www.fitofarmgest.com/
Área do plano de ação: Olivicultura
Parceiros:

CENTRO OPERATIVO E DE TECNOLOGIA DE REGADIO; COOPERATIVA AGRÍCOLA DE BEJA E BRINCHES , C.R.L.; EDIA - EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO E INFRA-ESTRUTURAS DO ALQUEVA S.A.; SARILHOS POÉTICOS - SOCIEDADE AGRÍCOLA LDª.; SERAFIM AFONSO CABRAL HERDEIROS DE; SOCIEDADE AGRICOLA MONTE SANTO ESTEVAO LDA; SOCIEDADE AGRICOLA SARAMAGO DE BRITO LDA; SOCIEDADE AGRO-PECUÁRIA COELHO PALMA, LDA


Prioridade do FEADER: P5B) melhoria da eficiência na utilização da energia no setor agrícola e na indústria alimentar;
Identificação do problema ou oportunidade que se propõe abordar:

A utilização de fitofármacos desempenha um papel importante na qualidade das culturas agrícolas, proporcionando benefícios para o aumento da produção, tais como a redução de infestantes, pragas ou doenças, no entanto, pode induzir o desenvolvimento de efeitos nefastos na maioria dos solos agrícolas, águas superficiais e subterrâneas, e consequentemente, nos ecossistemas. O seu uso maciço tem promovido o aumento de resistências a pragas e a contaminação dos diversos compartimentos abióticos, resultando num risco potencial para as culturas, saúde das populações e para o ambiente. A análise de fitofármacos nos vários compartimentos abióticos e nos géneros alimentícios é actualmente uma área de extrema importância devido a: (i) aumento de quantidades de fitofármacos detectados nos compartimentos abióticos; (ii) propriedades químicas de fitofármacos, tais como, persistência ambiental, elevada lixiviação, elevada bioacumulação e bioamplificação na cadeia trófica, o que promove um aumento do seu risco toxicológico; (iii) quantificação em vários géneros alimentícios, tais como uva de mesa, romã, arroz e centeio, de fitofármacos em concentrações superiores ao seu LMR (limite máximo de resíduo de fitofármacos em alimentos; 2005/396/CE) em Portugal (EFSA, 2015); (vi) estabelecimento de diretrizes rigorosas por parte da Comissão Europeia para minimizar o impacto desta classe de compostos (Diretiva 2013/39/CE). Assim, no âmbito de uma melhoria da eficiência dos recursos na produção agrícola, nomeadamente no uso e qualidade da água e do solo, é imprescindível que sejam realizados estudos com o objectivo de compreender a dinâmica dos fitofármacos nos compartimentos abióticos (água, solo) e biótico (plantas), e avaliar os impactes negativos (se existentes) para os recursos hídricos, o solo, a cultura e o consumidor, promovendo desta forma o incremento da gestão sustentável de fitofármacos, com o correspondente aumento da eficiência do uso e da qualidade da água, e das culturas agrícolas. Tal esforço é imprescindível para garantir que o setor agrícola permaneça ambientalmente, economicamente e socialmente sustentável, tanto no presente como no futuro.


Objetivos visados:

i) Avaliar as dinâmicas dos principais grupos de fitofármacos (entre eles os enquadrados na Directiva 2013/39/EU, como substancias prioritárias no domínio da água) com impacto ambiental e humano em culturas de regadio na zona de influência do EFMA;

ii) Identificar/ determinar um grupo de indicadores biológicos e/ou físico-químicos de avaliação de uso sustentável de fitofármacos, por forma, a melhorar a monitorização da sua utilização e garantir um melhor grau de protecção da população humana e dos ecossistemas;

iii) Elaborar um Manual de Boas Práticas no âmbito da gestão sustentável de fitofármacos contribuindo para a melhoria da qualidade da produção, protecção e conservação do solo e dos recursos hídricos.


Sumário do plano de ação:

Gestão sustentável de fitofármacos, em olival, vinha e culturas arvenses, na área de influência do EFMA.


Pontos de situação / Resultados:

DIVULGAÇÃO

  • Apresentação de 2 trabalhos no VIII Congresso Nacional de Rega e Drenagem, 25-27 novembro 2020: (i) Avaliação de risco ambiental de fitofármacos em solos agrícolas da zona de influência do EFMA (Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva); (ii) Avaliação da qualidade da água de rega no perímetro Brinches-Enxoé.
  • Participação no 11th Simpósio de Vitivinicultura do Alentejo (Évora, 2019), com apresentação do trabalho: “Produtividade e qualidade das uvas das castas Antão Vaz e Aragonez e sua relação com as práticas agrícolas: avaliação no âmbito do Projeto FitofarmGest.” https://www.vinhosdoalentejo.pt/pt/media/11-simposio-de-vitivinicultura-do-alentej
  • Participação no 5º Simpósio de Produção e Transformação de Alimentos em Ambiente Sustentável (Lisboa, 2019) com apresentação dos trabalhos: (i) “Caracterização de solos do aproveitamento hidroagrícola Brinches-Enxoé (subsistema Ardila, Empreendimento de fins Múltiplos de Alqueva).”; (ii) “Estado químico e ecológico de massas de água do aproveitamento hidroagrícola Brinches-Enxoé (subsistema Ardila, Alqueva: caso-estudo Barragem da Lage).”; “Atividades desenvolvidas no âmbito do projeto FitoFarmGest em ligação com o programa de intercâmbio internacional Propicie.” 
  • Participação na 9th International Scientific-technical Conference on Environmental Engineering, Photogrammetry, Geoinformatics (Polónia, 2019) com apresentação do trabalho: “Assessment of soil uses on its quality: physical, chemical and biological properties” https://eepgtech.urk.edu.pl/ 
  • Participação no Encontro Anual das Ciências do Solo de 2019 (EACS 2019): “O solo – alvo prioritário do combate à desertificação”. (Beja, 2019) com a apresentação dos trabalhos: (i)” Produtividade e pegada hídrica na cultura do girassol: um caso de estudo no aproveitamento hidroagrícola Brinches Enxoé do EFMA (Sul de Portugal).”; (ii) “Estudo do efeito das práticas agrícolas nas características de solos do aproveitamento hidroagrícola Brinches-Enxoé (subsistema Ardila, Alqueva).” http://www.eacs2019.uevora.pt/  
  • Participação no Workshop regional de Inovação da Agricultura, da Fileira da vinha, olival e frutos secos, no dia 3 julho em Vila Real Trás-os Montes. Este workshop foi organizado pela Rede Rural Nacional (RRN) em colaboração com a Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense (ADVID) e o Centro Nacional de Competências dos Frutos Secos (CNCFS), em parceria com o Crédito Agrícola e Inovisa. 
  • Participação no Workshop regional de Inovação da Agricultura dedicado aos temas de Regadio e da Floresta (Pinheiro manso), no dia 23 outubro, na Associação de Beneficiários da Obra de Rega de Odivelas em Ferreira do Alentejo. O Workshop foi organizado pela Rede Rural Nacional (RRN) em colaboração com o Centro de Competências para o Regadio Nacional (COTR) e o Centro de Competências do Pinheiro Manso e do Pinhão (CCPMP). Este evento integrou-se no ciclo de workshops regionais que a RRN desenvolveu em 2019, em colaboração com os membros do Grupo de Trabalho da Inovação, e teve como objetivo promover o encontro dos Centros de Competências e seus membros, agricultores/produtores, empresas, entidades e associações do sector, apresentar e discutir resultados de projetos em curso, nomeadamente de Grupos Operacionais (GO) e debater temas de abrangência nacional e os principais desafios que se colocam a setores / temas relevantes para a região.
  • Apresentação do GO FITOFARMGEST - Sustainable management of pesticides in olive groves, vineyards and arable crops in the area of influence of Alqueva. 2ª Reunião do Grupo Focal do EIP-Agri Prevenção da Contaminação de Solo Agrícola. 20 novembro, Santarém.
  • Reuniões técnicas (2 em 2018: 22 fevereiro; 17 dezembro), realizadas na Escola Superior Agrária de Beja;
  • Apresentação do GO FitoFarmGest no Fórum dos Politécnicos, subordinado ao tema “Valorização agro-industrial e produção animal: Quintas de investigação e desenvolvimento experimental e internacionalização”, que teve lugar a 30 de abril na 35ª Ovibeja;
  • Participação no VII congresso de Drenagem 2018, com apresentação do GO FitoFarmGest;
  • Apresentação do GO FitoFarmGest, na Cimeira AgroInovação 2018.

EVENTOS 

PUBLICAÇÕES

  • 2 Teses de Mestrado: (i) Inês Silva Martins:  Avaliação de risco ambiental de fitofármacos em solos agrícolas da zona de influência do EFMA (Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva). Mestrado em Engenharia do Ambiente. Instituto Politécnico de Beja – Escola Superior Agrária. (Data de apresentação: 20 maio 2020); (ii) Eustáquius Fernando Miguel Nhime:  Abordagens para a caracterização da atividade microbiana em solos sujeitos a diferentes práticas culturais no empreendimento hidroagrícola Brinches-Enxoé. Mestrado em Agronomia. Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa. (Data de apresentação: 11 outubro 2019).
  • Artigo do Fitofarmgest no âmbito da Fileira da Sustentabilidade que saiu na revista Fruta, Legumes e Flores de Maio 2020 “Aposta na sustentabilidade: A gestão Sustentável de fitofármacos em olival, vinha e culturas arvenses, na zona do Alqueva, é o mote do projeto FitoFarmGest”
  • Artigo do Fitofarmgest na revista Agrotec de dezembro de 2020: “Uma abordagem integrada na avaliação da qualidade de solos agrícolas em parcelas regadas: caso de estudo aproveitamento hidroagrícola Brinches-Enxoé, EFMA (Sul de Portugal)”

SÍNTESE DO ESTADO DE EXECUÇÃO DO PROJETO

Consulte aqui o estado de execução do projeto. (março 2019)