Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • Inovação na Agricultura
  • S11
  • S6
  • S13
  • S14
  • S3
  • S7
  • S12
  • S5
  • S8
  • S2

 Projetos de Bioeconomia

Pesquisar projectos

Fonte de financiamento

WETWINE - Projecto de cooperação transnacional para promover a protecção e a conservação do património natural do sector vitivinícola na Zona SUDOE

Entidade líder do projeto: Axencia Galega da Calidade Alimentaria - AGACAL
Responsável pelo projeto: Maria Carmen Díaz
Parceiros:

Associação para Desenvolvimento da Viticultura Duriense – ADVID; Asociación de Investigación Metalúrgica del Noroeste – AIMENAssociação para Desenvolvimento da Viticultura Duriense – ADVID; Asociación de Investigación Metalúrgica del Noroeste – AIMENFundación Empresa –Universidad Gallega – FEUGA; Consejería de Agricultura, Ganadería y Medio Ambiente, Gobierno de laRioja; Universitat Politècnica de Catalunya – UPC; Institut Français de la Vigne et du Vin Pôle Sud-Ouest - IFV SUD-OUESTInstitut National de la Recherche Agronomique – INRA

Breve descrição:

Fornecer soluções  para os problemas de tratamento dos resíduos da sector  vitivinícola, com base no desenvolvimento de um ensaio-piloto inovador, sustentado na co-digestão anaeróbia de efluentes de estações de tratamento de águas residuais (FITOETAR). Visa promover o uso racional dos recursos do território (água e solo), reduzindo os resíduos gerados no processo de vinificação e a contaminação dos solos e águas. Para atingir este objectivo pretende-se desenvolver as seguintes actividades: 
- Concepção e implementação do sistema de tratamento de efluentes vitivinícolas como campo de demonstração;

- Operacionalização optimização e validação do sistema de tratamento;

- Elaboração de fertilizante e estabelecimento de ensaios agronómicos com fertilizante produzido a partir das lamas e validação dos resultados nas várias Denominações de Origem (DO); 

- Desenvolvimento de software de design para desenvolvimento e aplicação directa ao sector vitivinícola (sistema de pré-tratamento personalizado), baseada nos resultados obtidos e nos dados históricos recolhidos; 

- Análise do impacto dos efluentes vitivinícolas no património natural (recolha de dados para realizar análise de ciclo de vida);

- Disseminação dos resultados através de visitas, elaboração de guias de boas práticas, workshops, seminários.