Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S6
  • S11
  • S13
  • S3
  • S14
  • S2
  • S7
  • S5
  • S12
  • S8
  • Inovação na Agricultura

 Projetos de Bioeconomia

Pesquisar projectos

Fonte de financiamento

FermALG

Entidade líder do projeto: CMP - Cimentos Maceira e Pataias S.A.
Responsável pelo projeto: Joana Silva
Parceiros:

A atividade de desenvolvimento do negócio é centralizada pela empresa Allmicroalgae – Natural Products pertencente ao Grupo Secil.

Breve descrição:

O projeto de uma Unidade de Produção de Microalgas – que inclui um laboratório na fábrica e a produção de microalgas até à fase de embalamento do produto em pó – começou há cerca de dez anos com uma preocupação ambiental. De facto, as empresas do setor têm vindo a procurar formas de sequestrar grande parte do CO2 emitido que apesar de ter vindo a baixar consideravelmente tem de atingir as metas europeias cada vez mais apertadas para a redução de gases com efeito de estufa. No caso do grupo Secil existem várias estratégias/estudos a serem testados e implementados sendo as microalgas um dos cenários. 

O projeto FermALG visou o desenvolvimento de uma nova tecnologia assim como o aumento da capacidade produtiva pela geração de inóculo de elevada qualidade sendo o resultado de um longo processo de investigação, iniciado há mais de uma década (2007). Por outro lado, a unidade de produção localizada em Pataias, desenvolve tecnologias específicas para a produção de microalgas em grande escala nomeadamente sistemas de produção e de colheita, entre outras.   Ricas em proteínas, minerais, hidratos de carbono, ácidos gordos, vitaminas e outros componentes, as microalgas são responsáveis pelo processo de fotossíntese e conseguem duplicar a sua biomassa mais de duas vezes por dia, ou seja, têm uma produtividade maior do que qualquer outra fonte vegetal de nutrientes. 
O projecto Fermalg é um excelente estudo de caso para produção de biomassa de microalgas para transformação em produtos bioquímicos- cosmética , biofertilizantes , bioplásticos ou biocombustíveis. Actualmente a Secil está a comercializar produtos  para a alimentação animal e humana sendo Certificada em Segurança Alimentar pela ISO 22 000:2005.
O resultado é duplo visto que a unidade tem em consideração a sustentabilidade dos seus processos nomeadamente a recirculação da água, dos nutrientes, a redução dos custos energéticos, entre outros que em sinergia contribuem significativamente para o sucesso do projeto.