Inovação para a Agricultura

FacebookTwitterGoogle BookmarksRSS Feed
PT EN
  • S14
  • S3
  • S11
  • S13
  • S7
  • Inovação na Agricultura
  • S5
  • S8
  • S12
  • S2
  • S6

 Projetos de Bioeconomia

Pesquisar projectos

Fonte de financiamento

AlgaeCoat - Validação industrial e otimização da aplicação de revestimentos comestíveis baseados em extratos de macroalgas para produtos hortofrutícolas frescos e minimamente processados

Entidade líder do projeto: Campotec IN - Conservação e Transformação de Hortofrutícolas, Sociedade Unipessoal, Lda
Responsável pelo projeto: Campotec IN - Conservação e Transformação de Hortofrutícolas, Sociedade Unipessoal, Lda
Parceiros:

INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA

Breve descrição:

Verifica-se a nível internacional uma crescente tendência no consumo de produtos frescos, com elevadas propriedades nutricionais, sem adição de aditivos químicos e com uma facilidade de utilização adequada ao estilo de vida acelerado dos cidadãos? O mote é Saúde e Bem-Estar. Uma tendência que levou a Campotec IN a apostar em produtos de 4ª Gama frescos com vista a cimentar o seu posicionamento no mercado nacional e aumentar a presença internacional. Cumprir os requisitos do processamento mínimo e da utilização de aditivos de origem natural sem comprometer a manutenção da qualidade do produto ao longo da cadeia de distribuição constitui um elevado desafio para o produtor.

Conscientes deste desafio, a Campotec IN e o IPLeiria desenvolveram anteriormente um conjunto de projetos de I&D que se basearam na pesquisa de um novo revestimento de origem marinha para aplicação em maçãs de 4ª Gama. A pesquisa do potencial de utilização de diferentes extratos de organismos marinhos (macroalgas) como ingredientes ativos na formulação de revestimentos comestíveis foi efetuada através da caraterização da qualidade de maçã Fuji. Resultou assim um novo revestimento edível com a incorporação de compostos bioativos de alga Codium tomentosum para aplicação em produtos minimamente processados garantindo tempo de prateleira significativamente superior ao tradicional.

O projeto AlgaeCoat visa demonstrar à escala piloto as condições para a rentabilização comercial do extrato de alga, com aplicação na maça mas alargando à pêra e a atmosferas não controladas. Este aditivo representará um opção sustentável, de origem natural, que contribuirá para o valor acrescentado dos produtos de 4ª Gama aumentando igualmente o seu potencial de internacionalização e para a redução de desperdício alimentar e diminuição de custos associado com impacto em todo o sector.